Começa a caravana Gemis

Sem Comentarios



No dia 11 de maio, a Caravana Gemis fez a sua estreia em meio à votação do Senado Federal que decidia sobre o afastamento da presidenta democraticamente eleita, Dilma Rousseff. Nosso projeto, que tem o apoio do Fundo Fale sem Medo, se propõe a discutir com os futuros comunicadores o papel e a influência da mídia em relação à violência contra as mulheres. Vamos realizar palestras e oficinas sobre a temática nas 22 universidades que oferecem o curso de Jornalismo no Estado do Rio Grande do Sul. Com o cenário político atual cada vez mais misógino e machista, é bastante emblemático que hoje nos deparemos com a notícia de que o Ministério das mulheres, da Igualdade Racial e Direitos Humanos deva ser extinto e de que Michel Temer não sinalizou a nomeação de nenhuma mulher para liderar os 22 ministérios de seu governo. Sabemos o quanto estas escolhas são simbólicas e dizem sobre o futuro e o espaço destinado às organizações que representam mulheres, negras, LGBTs, indígenas e demais movimentos sociais neste governo que se delineia. E, mais do que nunca, sabemos a importância de problematizar e discutir a temática de gênero nas universidades e contribuir para a formação dos futuros jornalistas e publicitários.

Nesta primeira experiência, em Novo Hamburgo, abordamos com os estudantes de Comunicação da Feevale a influência da linguagem na construção do estereótipo da mulher e a sua objetificação tanto na publicidade quanto no jornalismo. Questionamos os lugares que a mídia constrói como adequados, corretos e naturais para o feminino. Após a palestra, conversamos com os alunos, professores e público presente, e recebemos sugestões e críticas muito construtivas sobre o material que foi apresentado. Ficamos muito felizes com as colocações e certamente elas farão parte do conteúdo apresentado nas próximas universidades por onde passaremos. O diálogo com os estudantes é muito importante para que a Caravana não seja algo engessado e fechado, mas que se construa ao longo do caminho, com participação de todos que estejam dispostos a promover uma mídia mais sensível e menos violenta. A troca de ideias é fundamental e, por isso, agradecemos a todos que participaram do evento ontem e discutiram com a gente sobre esse tema tão importante.

Na semana que vêm a Caravana Gemis continua! Na próxima quarta-feira estaremos na UPF, em Passo Fundo e na Faculdade da Serra Gaúcha, em Caxias do Sul, para dar continuidade às discussões sobre a responsabilidade da mídia no enfrentamento da violência contra a mulher.



Crédito das fotos: Wagner Rech/ Feevale

back to top